lunes, 19 de diciembre de 2016

Medida Provisória 746/2016 da "Reforma do Ensino Médio" é INCONSTITUCIONAL, afirma Rodrigo Janot (Procurador Geral da República)

Medida Provisória 746/2016 da "Reforma do Ensino Médio" é INCONSTITUCIONAL, afirma Rodrigo Janot (Procurador Geral da República) - No que se refere a MP 746/2016 que trata da Reforma do Ensino Médio, “não parece aceitável nem compatível com os princípios constitucionais da finalidade, da eficiência e até da razoabilidade que tal matéria, de forma abrupta, passe a ser objeto de normas contidas em medida provisória, que atropelam do dia para a noite esse esforço técnico e gerencial do próprio MEC, em diálogo com numerosos especialistas e com a comunidade, ao longo de anos", bem como, “o desfazimento dos efeitos da concretização da reforma do ensino médio desenhada pela MP 746/2016 conduziria a grave situação de insegurança jurídica e a severos prejuízos pedagógicos e pessoais para toda a comunidade” CLIQUE AQUI e LEIA

lunes, 12 de diciembre de 2016

Resposta, de 12/12/2016, da Deputada Federal Maria do Rosario (PT) ao Ofício nº042/2016, de 05/12/2016, da DGE/APEEPR no que se refere a oferta de LEM-Espanhol e a MP 746/2016

Resposta, de 12/12/2016, da Deputada Federal Maria do Rosario (PT) ao Ofício nº042/2016, de 05/12/2016, da DGE/APEEPR no que se refere a oferta de LEM-Espanhol e a MP 746/2016: 
"Prezado Gilson,
Agradecemos o envio do Manifesto Coletivo dos(as) Professores(as) de Espanhol do Estado do Paraná e informamos que a deputada Maria do Rosário integrou a comissão que a apreciou a Reforma do Ensino Médio, e apresentou emendas para reduzir os danos causados pelo texto. De maneira mais global, defendeu a retirada a da Medida Provisória 746/2016 por parte do governo que não ocorreu. Diante da apresentação de um relatório que mantinha todos os elementos estruturantes apresentamos voto em separado, mas infelizmente o relatório do Senador Pedro Chaves foi aprovado.
Grande parte das preocupações expressadas no manisfesto são compartilhadas por nosso mandato e guiaram nossas ações até aqui. No que tange ao plurilinguismo, emitimos opinião por meio de artigo que encaminho em anexo, mas também apresentando emenda que suprime a lei que estabelece a obrigatoriedade do espanhol e uma segunda emenda que pudesse assegurar a comunidade escolar a possibilidade de escolher a língua estrangeira moderna que mais se adaptasse a realidade local. Na comissão da MP 746 nossas emendas não foram consideradas, contudo o destaque 14, que será apreciado ao longo desta semana, defende a obrigatoriedade da oferta de inglês e espanhol a partir do sexto ano do ensino fundamental.
No que tange às disciplinas de Artes, Educação Física, Filosofia e Sociologia, também apresentamos emendas que foram parcialmente acatadas pelo relator. Este manteve a obrigatoriedade das duas primeiras, mas seguiu excluindo as disciplinas de Sociologia e Filosofia. Há mais de um destaque que visa retomar a obrigatoriedade de ambas. A bancada do PT apresentou também destaque que visa suprimir a possibilidade de que o notório saber seja suficiente para que seja exercida a docência no Ensino Básico.
Estamos à disposição.
Atenciosamente,
Tássia Rabelo - Assessora Parlamentar."

miércoles, 7 de diciembre de 2016

Entrega do Manifesto Coletivo Professores de Espanhol à SUED/SEED-PR

A DGE/APEEPR realizou no dia 07/12/2016 a entrega à Superintendência da Educação (SUED) da Secretarai de Estado da Educação do Paraná (SEED/PR) do documento "Manifesto Coletivo dos(as) Professores(as) de Espanhol do Estado do Paraná". Na ocasião foram discutidos os seguintes aspectos:
1) o impacto da MP 746/2016 na Educação Básica (defendemos o Plurilinguísmo nos espaços escolares e o Direito de escolha das Comunidades Escolares previsto pela LDB e questionamos a hegemonia linguística, bem como a negação da diversidade linguística n/do Brasil);
2) a revogação da Lei Federal 11.161/2005 (problematizamos a exclusão do Espanhol e demais Línguas, sobretudo a Deliberação 006/2009 do Conselho Estadual de Educação do Paraná que dispõe e assegura a oferta de Espanhol no CELEM, pois uma vez a Lei 11.161/2005 revogada a referida Deliberação também perde seu efeito);
3) a participação efetiva da APEEPR na elaboração do Plano Estadual de Educação do Paraná (reafirmamos nosso comprometimento com a Educação e com as Políticas Públicas e linguísticas para as LEM);
4) a Formação Inicial e Continuada de Professores (as) de LEM (nos posicionamos sobre a necessidade de diálogo entre as IES, a SEED e as Associações);
5) a elaboração de Material Didático (informamos que há uma produção finalizada em 2011 para os Cursos do CELEM em nível Básico para as Línguas Espanhola, Francesa e Inglesa);
6) a transformação do CELEM como uma Política Pública de Estado (reiteramos que nosso entendimento é de que o CELEM é um Centro de Línguas que pertence, desde 1986, a Matriz Curricular, e que portanto, não pode continuar sendo caracterizado como Projeto e/ou Programa de Governo/Gestão);
7) a proposta de discussão sobre a lotação/fixação de padrão no CELEM (reiteramos que os professores de Línguas assumem um Concurso pelo mesmo Edital que os professores de outras Disciplinas, contudo no momento de uma Lotação e/ou Remoção os Direitos são são os mesmos, porque a alegação da SEED é a de que uma lotação é para apenas Disciplinas da Matriz Curricular e o CELEM é extracurricular);
8) a Orientação 021/2016 do DEB/SEED que trata da demanda do CELEM para o ano letivo de 2017 (divergimos da SEED pois a referida Orientação publicada em 22/11/16 define que a demanda de 2017 será a repetição da demanda de 2016 e que o perído de 23/11/16 a 30/11/16 seria o período de matrículas; reiteramos que não é um tempo hábil, bem como essas informações chegaram aos NRE apenas no dia 25/11/16, e sobretudo, priva a abertura de turmas novas quando há interessados, afinal se trata de Educação Pública, Recursos Financeiros Públicos e Vagas Públicas).
Por fim, nos foi assegurado que há uma discussão da/na SEED pelo fortalecimento do CELEM.
Ainda, nos colocamos à disposição da SUED/SEED para que de forma coletiva busquemos as soluções para os problemas da oferta de LEM no Estado do Paraná, como é o caso da evasão escolar no CELEM.
A DGE/APEEPR orienta que qualquer situação referente ao CELEM e às LEM, seja problematizada sempre via Ofício destinado à SUED/SEED e/ou via Reclamações/Denuncias na Ouvidoria.
Saludos a todos(as)!!!




Resposta, de 07/12/2016, do Senador Paulo Paim (PT) ao Ofício nº042/2016, de 05/12/2016, da DGE/APEEPR no que se refere a oferta de LEM-Espanhol e a MP 746/2016

Resposta, de 07/12/2016, do Senador Paulo Paim (PT) ao Ofício nº041/2016, de 05/12/2016, da DGE/APEEPR no que se refere a oferta de LEM-Espanhol e a MP 746/2016: 
Prezado Senhor,
Agradeço sua mensagem e a confiança nesse mandato.
A Medida Provisória (MP) nº 746 de 2016 limita o acesso da população e das entidades educacionais sobre as decisões em torno da reforma do Ensino Médio. O Governo tem tomado decisões, prioritariamente, sob edição de decretos e medidas provisórias a respeito de assuntos que precisariam ser debatidos exaustivamente com a sociedade. Além das famigeradas Reformas da Previdência e Trabalhista, temos a MP 746, para reformar o Ensino Médio. É inadmissível enviar um tema como esse por meio de medida provisória.  
Apresentei 10 emendas supressivas à MP. Entre essas dez emendas, apresentei uma para a revogação integral da Medida Provisória nº 746, sob o argumento de que a proposta foi oferecida ao Congresso de forma "arbitrária e antidemocrática" e sem os requisitos constitucionais de relevância e urgência. A sociedade, educadores e alunos exigiram o debate e atualmente a MP tramita em Comissão Mista, onde tem sido realizadas diversas audiências públicas. Os cidadãos que desejarem participar com perguntas e comentários podem fazê-lo pelo Portal e-Cidadania ou pelo telefone Alô Senado (0800-612211)
Convocamos a todos para uma grande mobilização nas redes sociais contra as Reformas! Envie e-mails, telegramas, utilize o Twitter e o Facebook para pressionar os parlamentares a votarem contra essas propostas.    
Com minhas cordiais saudações e o empenho de sempre a favor de cada cidadão brasileiro,
Paulo Paim
Senador-PT/RS

jueves, 1 de diciembre de 2016

Análise da CNTE sobre o relatório do relator à medida provisória Nº 746, que trata da reforma do Ensino Médio

Análise da CNTE sobre o relatório do relator à medida provisória Nº 746, que trata da reforma do Ensino Médio.

Relatório mantém a lógica neoliberal restritiva de direitos para o Ensino Médio. LEIA MAIS



martes, 29 de noviembre de 2016

"Políticas Públicas e (Pluri)Linguísticas: o impacto da Medida Provisória 746/2016 e a afirmação da ausência da Diversidade Linguística no/do Brasil", por Profº Gilson Rodrigo Woginski, Presidente da APEEPR.

EPLE/APLIEPAR, de 29/11/2016
Mesa-redonda "Políticas Públicas para o ensino de Línguas: demandas e contribuições" 
Subtema: "Políticas Públicas e (Pluri)Linguísticas: o impacto da Medida Provisória 746/2016 e a afirmação da ausência da Diversidade Linguística no/do Brasil", por Profº Gilson Rodrigo Woginski, Presidente da APEEPR.
XVIII Encontro de Professores de Línguas Estrangeiras (EPLE) da Associação de Professores de Língua Inglesa do Estado do Paraná (APLIEPAR), Universidade Estadual de Londrina (UEL). ASSISTA VÍDEO AQUI.





jueves, 10 de noviembre de 2016

"Manifesto Coletivo dos(as) Professores(as) de Espanhol do Estado do Paraná" (Ação conjunta entre Universidades Públicas Estaduais, Federais, Privadas, IFPR, Educação Básica e DGE/APEEPR) contra a Medida Provisória 746/2016 que trata da "Reforma do Ensino Médio" - Clique aqui (arquivo PDF)

"Manifesto Coletivo dos(as) Professores(as) de Espanhol do Estado do Paraná" (Ação conjunta entre Universidades Públicas Estaduais, Federais, Privadas, IFPR, Educação Básica e DGE/APEEPR) contra a Medida Provisória 746/2016 que trata da "Reforma do Ensino Médio" e exclusão da oferta da Disciplina Curricular de LEM-Espanhol - CLIQUE AQUI (arquivo PDF)

viernes, 14 de octubre de 2016

Vozes dissonantes na Reforma do Ensino Médio - ANPED

Em nota publicada na página da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, o Professor Carlos Artexes Simões, Mestre e Doutorando em Educação, alerta para o fato de que “a simples constatação e identificação do problema não torna qualquer proposta apresentada como capaz de promover a solução desejada. Constatar falhas é muito mais fácil do que promover soluções e algumas mudanças podem agravar ainda mais a situação inicialmente identificada, como mostra a história das diversas mudanças legais para o Ensino Médio no Brasil. Verdadeiras soluções são processuais e não resultam de decisões pontuais, midiáticas e imediatistas. A análise dos fenômenos educacionais é complexa e deve considerar suas dimensões conceituais, culturais, sociais e econômicas”. Ainda, "aprovar algo que ainda não foi definido completamente cria uma incerteza que impede uma alteração nos projetos pedagógicos que deverão ser adequados ao novo marco legal. Sem a definição da BNCC do Ensino Médio, a medida não realiza aquilo que promete, mas poderá produzir um movimento de mudanças movidas por razões de economicidade e visões conceituais reducionistas da formação humana”. CLIQUE AQUI e LEIA na íntegra.

SIMÕES, C. A. Vozes dissonantes na Reforma do Ensino Médio. Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED). Disponível em: <http://www.anped.org.br/news/vozes-dissonantes-na-reforma-do-ensino-medio>. Acesso em 30 out. 2016.

jueves, 13 de octubre de 2016

Artigo: O professor de línguas e a suma importância do seu entrosamento na política linguística do seu país (Rajagopalan)

É imprescindível observar que “o professor de línguas não pode e não deve abrir mão de seu direito e de sua responsabilidade de tentar influenciar as decisões tomadas nas mais altas esferas do poder político [sobretudo] as implicações políticas da profissão que ele exerce” (RAJAGOPALAN, 2014, p. 81).

RAJAGOPALAN, K. O professor de línguas e a suma importância do seu entrosamento na política linguística do seu país. In: CORREA, D. A. (org.) Política linguística e ensino de língua. Campinas: Pontes, 2014. p. 73-82. CLIQUE AQUI e leia a Resenha do referido Livro.

miércoles, 12 de octubre de 2016

O Monolinguismo Linguístico reforçado na MP 746/2016

A proposição de um MONOLINGUISMO linguístico assegurado pela Medida Provisória 746/2016 vai na contramão da maioria dos países que acertadamente planejaram incentivar a aprendizagem de línguas e promover a diversidade linguística na sociedade” (COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS).

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Quadro Estratégico para o Multilinguísmo. Bruxelas, 22 nov. de 2005. Disponível em: . Acesso em 30 out. 2016. CLIQUE AQUI e leia na íntegra.

lunes, 10 de octubre de 2016

A situação da oferta (2005-2015) do Ensino de LEM-Espanhol na Rede Pública Estadual/Federal de Educação Básica no Estado do Paraná

WOGINSKI, G.; COSTA, L. J. de M. e. A situação da oferta (2005-2015) do Ensino de LEM-Espanhol na Rede Pública Estadual/Federal de Educação Básica no Estado do Paraná. In: BARROS, Cristiano; COSTA, E.; GALVÃO, J. (Orgs.). Dez anos da “Lei do Espanhol” (2005-2015). Belo Horizonte: FALE/UFMG, 2016. p. 423-469. Disponível em: . CLIQUE AQUI

miércoles, 5 de octubre de 2016

STF recebe nova ADI contra medida provisória que institui Reforma do Ensino Médio

STF recebe nova ADI contra medida provisória que institui reforma do ensino médio
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) ajuizou Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 5604) no Supremo Tribunal Federal (STF) questionando a Medida Provisória 746/2016, que institui a “Reforma do Ensino Médio”. A ação foi distribuída, por prevenção, ao ministro Edson Fachin, relator da ADI 5599, ajuizada pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) com o mesmo propósito. LEIA MAIS...

sábado, 1 de octubre de 2016

Implantação da Subseção da APEEPR no município de Ponta Grossa/PR

O Presidente da Associação de Professores de Espanhol do Estado do Paraná (APEEPR), Profº Gilson Rodrigo Woginski, a Tesoureira da DGE/APEEPR, Profª Valdirene Ramos Mendes e a Diretora de Desenvolvimento e Formação da DGE/APEEPR, Profª Ligia Paula Couto, participaram no dia 01/10/2016, da Implantação da Subseção da APEEPR no município de Ponta Grossa/PR. A DGE/APEEPR certamente está mais fortalecida com esta Ação. Adelante, siempre!


jueves, 29 de septiembre de 2016

STF recebe ação contra MP que institui Reforma do Ensino Médio

Supremo Tribunal Federal (STF) recebe ação contra MP que institui reforma do ensino médio
O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), é o relator da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 5599) ajuizada pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) para questionar a medida provisória que institui a chamada “Reforma do Ensino Médio”.  LEIA MAIS...

miércoles, 28 de septiembre de 2016

Hegemonia Linguística e Monolinguismo: A (ir)relevância das Línguas Estrangeiras Modernas na “Reforma de Temer”

O Presidente da Associação de Professores de Espanhol do Estado do Paraná (APEEPR), Profº Gilson Rodrigo Woginski, participou neste quarta-feira, 28/09/2016, do seminário “Ensino Médio: retrocessos e ameaças da Medida Provisória”, promovido pela APP Sindicato/PR. Sua participação se deu com o subtema "Hegemonia Lingupistica e Monolinguismo: a (ir)relevância das Línguas Estrangeiras Modernas na  Reforma de Temer". Ainda, se fizeram presentes no debate profissionais da Área de Arte, Educação Física, Filosofia e Sociologia. A APEEPR continua com sua luta pelo MULTILINGUISMO no ensino de línguas estrangeiras e é contrária a qualquer ação antidemocrática que imponha novamente uma educação pautada no Monolinguismo. A APEEPR pede para que TODOS(AS) os(as) PROFESSORES(AS), PESQUISADORES(AS) de TODOS OS IDIOMAS, os estudantes e seus pais reflitam sobre estes três questionamentos: 1) estamos (re)afirmando uma ausência da Diversidade Linguística no Brasil?; 2) estamos supondo, que a partir da atual MP, é aconselhável esta Política Linguística?; 3) estamos preservando e/ou impondo uma homogeneidade linguística? A propósito, quem definiu isso tudo? Com base em que? Por quê? Será que foram profissionais com "notório saber"?



domingo, 25 de septiembre de 2016

Consulta Pública do Senado Federal sobre a MP 746/2016 - Reforma do Ensino Médio

Consulta Pública do Senado Federal sobre a MP 746/2016.

Institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral, altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e a Lei nº 11.494 de 20 de junho 2007, que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, e dá outras providências.  Saiba mais.

sábado, 24 de septiembre de 2016

Manifesto da Secretaria Nacional das Associações de Professores de Espanhol (SENACAPE) referente à Medida Provisória 746/2016 que trata da "Reforma do Ensino Médio" e a exclusão da oferta da Disciplina Curricular de LEM-Espanhol

Manifesto da Secretaria Nacional das Associações de Professores de Espanhol (SENACAPE) referente à Medida Provisória 746/2016 que trata da "Reforma do Ensino Médio" e a exclusão da oferta da Disciplina Curricular de LEM-Espanhol:


viernes, 23 de septiembre de 2016

A MP 746 e o futuro do ensino de espanhol no Brasil

A MP 746 e o futuro do ensino de espanhol no Brasil. A escolha da LEM-ESPANHOL no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Leia mais.




Noticia Internacional: "Gobierno brasileño anuncia reforma en sistema educativo de secundaria". Leia mais

Manifesto de Repúdio da ABH à MP 746/2016 - Reforma do Ensino Médio

Manifesto de Repúdio da Associação Brasileira de Hispanistas (ABH) à MP 746/2016 - Reforma do Ensino Médio.
"Do ponto de vista das políticas de integração, entendemos que ao definir em seu Art. 36, § 8º (MP 746/2016), que "os currículos de ensino médio incluirão, obrigatoriamente, o estudo da língua inglesa e poderão ofertar outras línguas estrangeiras, em caráter optativo, preferencialmente o espanhol", esta MP contraria o postulado na Lei 11.161/ 2005, que institui a oferta obrigatória de língua espanhola no ensino básico. Deste modo, não se valoriza nosso país como um espaço cultural latino-americano. O ensino da língua espanhola nos dá a oportunidade de nos aproximarmos de nossas fronteiras, forjando uma concepção de Brasil integrado linguística-política-econômica e historicamente, propiciando ao estudante além de conhecer e entender melhor o contexto continental em que nos encontramos, fortalecer uma concepção intercultural necessária a esta integração, pela qual também nos compreendemos como brasileiros". CLIQUE AQUI.

jueves, 22 de septiembre de 2016

Governo exclui espanhol, artes e educação física do currículo do ensino médio

Governo exclui espanhol, artes e educação física do currículo do ensino médio.

"A MP também prevê que os currículos devem, obrigatoriamente, conter o ensino da língua inglesa e 'poderão ofertar outras línguas estrangeiras, em caráter optativo'", mas a lei que obrigava a oferta de ensino do espanhol foi revogada". Leia mais

Noticia Internacional "Gobierno brasileño envía al Congreso propuesta de reforma de la secundaria"

Noticia Internacional: Gobierno brasileño envía al Congreso propuesta de reforma de la secundaria. Leia mais.

Governo anuncia mais retrocessos na educação pública do Paraná. Alterações na hora-atividade e distribuição de aulas foram comunicadas pelo Governo

Alterações nos critérios da distribuição de aulas – a secretária da educação, Ana Seres Trento Comin, anunciou que não serão atribuídas aulas extraordinárias e a professores(as) PSS  que somaram 30 dias ou mais de afastamento por qualquer motivo nos últimos 3 meses de 2016. Também anunciou um novo critério para a distribuição das aulas: tempo maior de exercício em instituição de ensino nos últimos 5 anos e com menos dias de afastamentos (mesmo os legais como licença médica).
Alterações na atribuição de hora-atividade – o governo Beto Richa anunciou a redução da hora-atividade. A secretária anunciou que para cada 20 aulas distribuídas, somente 5 serão como hora-atividade. Hoje são 7, em cumprimento ao Plano de Carreira da Categoria e ao estabelecido na Lei do Piso Salarial Profissional Nacional.  LEIA MAIS

martes, 20 de septiembre de 2016

Curso de Actualización Profesores Español (40 horas) - Curitiba/Octubre/2016

Curso de Actualización Profesores Español (40 horas)
Consejería de Educación - Embajada de España
FECHA: del 17 al 21 de octubre 2016
LOCAL: Instituto Cervantes de Curitiba/PR
PLAZAS: 40 (siendo 10 para Asociados de la APEEPR)
OBS: el criterio es que los 10 primeros asociados (en día con el pago de la cuota anual de APEEPR) al enviar la Ficha rellenada garantizarán su plaza. Este es el e-mail para el envío del asociado: apeepr@gmail.com
INSCRIPCIONES: del 20 al 30 de septiembre 2016
OBS: los no asociados a la APEEPR deberán enviar la Ficha al siguiente e-mail: asesoria.saopaulo@mecd.es
COOPERACIÓN: Consejería Educación, UFPR, Instituto Cervantes e APEEPR.

miércoles, 20 de julio de 2016

CADERNO de RESUMOS do XVI EnPLEE/APEEPR 2016

Disponibilizamos a todos o Caderno de Resumos do XVI EnPLEE/APEEPR. Para acessá-lo, clique aqui.

jueves, 2 de junio de 2016

Assembleia Geral Ordinária (AGO/APEEPR) e elegeu a Diretoria Geral Estadual (DGE/APEEPR) para o Biênio 2016-2018

Comunicamos que durante o XVI EnPLEE/APEEPR 2016 foi realizada a Assembleia Geral Ordinária (AGO/APEEPR) e o Processo de Eleição para composição da Diretoria Geral Estadual (DGE/APEEPR) para o Biênio 2016-2018, ficando estruturada da seguinte forma:

PRESIDENTE: Profº Mndo. Gilson Rodrigo Woginski (Colégio CEBRACO/SEED-PR, Curitiba/PR)

VICE-PRESIDENTA: Profª Ms. Naiane Carolina Menta Três (Universidade UFFS, Realeza/PR)

SECRETÁRIA GERAL: Profª Ms. Gisele Rodrigues da Silva (Instituto Cervantes, Curitiba/PR)

1º SECRETÁRIO: Profº Dndo. Flavio Pereira (Universidade UNIOESTE, Foz do Iguaçu/PR)

TESOUREIRA: Profª Esp. Valdirene de Jesus Ramos Mendes (Colégio CEPR/SEED-PR, Curitiba/PR)

1ª TESOUREIRA: Profª Ms. Marcia dos Santos Lopes (Universidade UTFPR, Curitiba/PR)

DIRETORA de DESENVOLVIMENTO e FORMAÇÃO: Profª Dra. Ligia Paula Couto (Universidade UEPG, Ponta Grossa/PR)

DIRETOR de EVENTOS: Profº Dr. Atilio Augustinho Matozzo (Universidade UNIGUAÇU, União da Vitória/PR)

DIRETORA de IMPRENSA e INTERCÂMBIO: Profª Dra. Laura Jesus de Moura e Costa (Colégio CEPEA/SEED-PR, Curitiba/PR)

martes, 31 de mayo de 2016

APP Sindicato participa do XVI EnPLEE/APEEPR 2016

APP participa do XVI EnPLEE/APEEPR 2016

    APEEPR e APP Sindicato vem atuando de forma coletiva na luta pela valorização da oferta do Ensino da LEM-Espanhol no Estado do Paraná. LEIA MAIS.


sábado, 28 de mayo de 2016

APEEPR procura Deputado Estadual Ademar Traiano (PSDB), Presidente da ALEP, para tratar do Plano Estadual de Educação do Paraná

APEEPR procura Deputado Estadual Ademar Traiano (PSDB), Presidente da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), para tratar do Plano Estadual de Educação do Paraná (PEE-PR). Além do diálogo sobre a apresentação de Emendas ao PEE-PR, também foi possível dialogar sobre os vencimentos da Categoria dos(as) Professores(as), como é o caso do reajuste. LEIA MAIS.



viernes, 15 de abril de 2016

Ficha de Inscrição para o XVI EnPLEE/APEEPR 2016

Ficha de Inscrição para o XVI EnPLEE/APEEPR 2016, Clique aqui

Programação Geral Oficial do XVI EnPLEE/APEEPR 2016

PROGRAMAÇÃO GERAL OFICIAL



1º dia: SEXTA-FEIRA, 27 de maio de 2016.
7h30
Credenciamento
(Saguão do Auditório Bento Mossurunga, Térreo Ala-ímpar do Colégio CEPR)
8h30
Cerimônia de Abertura
(Auditório Bento Mossurunga, Térreo Ala-ímpar do Colégio CEPR)
9h
Mesa Plenária 1
(Auditório Bento Mossurunga, Térreo Ala-ímpar do Colégio CEPR)

História e Memória da APEEPR e do CELEM no Estado do Paraná (de 1985 a 2016)

MEDIADORA: Profª Dra. Laura Jesus de Moura e Costa
(Colégio Estadual CEPEA e Associada-Fundadora da APEEPR)

Profª Ms. Nair Nodoka Takeuchi
(UFPR e Associada-Fundadora da DGE/APEEPR)

Profª Dra. Deise Cristina de Lima Picanço
(UFPR e Associada da DGE/APEEPR)
10h30
Intervalo Lanche
(Saguão do Auditório Bento Mossurunga, Térreo Ala-ímpar do Colégio CEPR)
11h

Conferência
(Auditório Bento Mossurunga, Térreo Ala-ímpar do Colégio CEPR)

A situação da oferta (2005-2016) do Ensino de LEM-Espanhol na
Rede Pública Estadual de Educação Básica do Estado do Paraná

Profº Mndo. Gilson Rodrigo Woginski
(Colégio Estadual CEBRACO e Presidente da DGE/APEEPR)

12h
Intervalo Almoço
13h30
Comunicações Orais – Sessão 1
(Salas de Aula, 1º andar, Ala-ímpar do Colégio CEPR)
15h30
Intervalo Lanche
(Saguão do Auditório Bento Mossurunga, Térreo Ala-ímpar do Colégio CEPR)
16h
Mesa Plenária 2
(Auditório Bento Mossurunga, Térreo Ala-ímpar do Colégio CEPR)

Políticas Públicas para o Ensino de LEM-Espanhol
na Matriz Curricular do Estado do Paraná

MEDIADORA: Profª Dnda. Jorgelina Ivana Tallei
(UNILA e Vice-Presidenta da Associação Brasileira de Hispanistas - ABH)

Profª Dra. Ligia Paula Couto
(UEPG e Associada da APEEPR)

Profª Dra. Fabiana Campos
(Superintendente da Educação no Estado do Paraná – SUED/SEED-PR)

Profº Dr. Cassiano Roberto Nascimento Ogliari
(Chefe do Departamento de Educação Básica – DEB/SEED-PR)
17h30
Cerimônia de Criação do
“Coletivo de Professores de Espanhol” na APP Sindicato/PR
(Auditório Bento Mossurunga, Térreo Ala-ímpar do Colégio CEPR)

Profª Esp. Walkíria Olegário Mazeto
(Secretária Educacional APP Sindicato/PR)

Profº Mndo. Gilson Rodrigo Woginski
(CEBRACO/SEED-PR e Presidente da DGE/APEEPR)

18h
Assembleia Geral Ordinária da APEEPR
(Auditório Bento Mossurunga, Térreo Ala-ímpar do Colégio CEPR)
19h30
às
21h

Oficinas
(Salas de Aula, 1º andar, Ala-ímpar do Colégio CEPR)

OFICINA 1
Recursos Didáticos para trabalhar
as Variedades Fonético-fonológicas nas Aulas de Espanhol
Profª Dnda. Natalia dos Santos Figueiredo (UNILA, Foz do Iguaçu/PR)

OFICINA 2
Curta-metragem e sua Aplicabilidade
na Aula de Língua Espanhola
Profª Ms. Naiane Carolina Menta (UFFS, Realeza/PR)

OFICINA 3
Elaboración de Secuencias Didácticas
con base en las Inteligencias Múltiples
Profª Ms. Ester Petra Sara Moreno de Mussini (PIEDRALAVES, Curitiba/PR)
Profª Ms. Inez Gaias (PUCPR, Curitiba/PR)

OFICINA 4
El portafolio como instrumento de Evaluación
Profª Esp. Hellen Christina Gonçalves (IFPR, Curitiba/PR)

2º dia: SÁBADO, 28 de maio de 2016.
8h
Comunicações Orais – Sessão 2
(Salas de Aula, 1º andar, Ala-ímpar do Colégio CEPR)
10h30
Intervalo Lanche
(Saguão do Auditório Bento Mossurunga, Térreo Ala-ímpar do Colégio CEPR)
11h
Oficinas
(Salas de Aula, 1º andar, Ala-ímpar do Colégio CEPR)

OFICINA 5
Enseñanza Aprendizaje de Lengua Española:
algunas posibilidades de Estrategias y Acciones
Profª Dra. Nerynei Meira Carneiro Bellini (UENP, Jacarezinho/PR)

OFICINA 6
A abordagem da Literatura de Língua Espanhola
no Ensino de Espanhol para Brasileiros
Profº Dndo. Flávio Pereira (UNIOESTE, Foz do Iguaçu/PR)

OFICINA 7
Producción de materiales para la Enseñanza del Español
Prof.ª Mnda. Anelise Copetti Dalla Corte (UNICENTRO, Irati/PR)

OFICINA 8
Para crear hay que conectar:
¿Jugamos con los conectores?
Profª Ms. Gisele Rodrigues da Silva (Instituto Cervantes, Curitiba/PR)
Profª Esp. Tania Alonso Galán (Instituto Cervantes, Curitiba/PR)
12h30
Intervalo Almoço
14h
Mesa Plenária 3
(Auditório Bento Mossurunga, Térreo Ala-ímpar do Colégio CEPR)

Práticas e Ensino de Literaturas em Língua Espanhola

MEDIADORA: Profª Dnda. Marcia dos Santos Lopes
(UTFPR e Associada da APEEPR)

Profª Dra. Rosangela Schardong
(UEPG e Associada da APEEPR)

Profº Ms. Atilio Augustinho Matozzo
(UNIGUAÇU e Diretor de Imprensa e Intercâmbio da DGE/APEEPR)
15h30
Cerimônia de Encerramento e Entrega de Certificação
(Auditório Bento Mossurunga, Térreo Ala-ímpar do Colégio CEPR)


A Comissão Organizadora. Curitiba, 15 de abril de 2016.